quarta-feira, 29 de julho de 2015

interrogAção


Valdirene Manna atuou em apenas um filme. Foi em “O Dia do Gato”, produzido na Boca do Lixo de São Paulo, que aquela monumental mulher apareceu pela primeira e última vez na tela do cinema. Não teve tempo para se tornar uma atriz. Sua morte precoce e misteriosa, quando estava trabalhando em seu segundo filme, impossibilitou esse sonho. Sua trajetória é contada aqui, pela primeira vez, pela sua irmã Andréa Manna e depois pelo diretor David Cardoso.

Nenhum comentário: