terça-feira, 14 de setembro de 2010

Bianca Rinaldi



Bianca Rinaldi foi protagonista da telenovela "Escrava Isaura" (TV Record).

O que te faz aceitar participar de uma produção em curta-metragem?
Eu não participei de nenhum curta, ainda. Mas estou totalmente aberta para futuras participações. As histórias sendo contadas em tão pouco tempo e sempre sendo marcantes. Ou pelo drama ou pela comédia, qualquer que seja o tema e o tipo do curta, sempre são marcantes.

Por que os curtas não tem espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Acho que não tem o espaço que deveriam. Estamos no Brasil, infelizmente uma pequena parte valoriza verdadeiramente a arte, o bom produto. Com isso somente poucas pessoas tem a oportunidade de se divertir e aprender com os curtas.

Como deveria ser a exibição de curtas para atrair mais público?
Na minha humilde opinião, o tempo de exibição deveria ser maior e em mais cinemas. Deveriam exibir em todas as escolas para que as crianças e adolescentes tenham conhecimento e o habito de assistir, entender e apreciar os curtas.

É possível ser um cineasta só de curta-metragem? Vemos que o curta é sempre um trampolim para fazer um longa...
Eu acho que tudo é possível. Basta a pessoa querer. Mas também acredito que quem faz um curta, geralmente deve pensar em fazer um longa, são os desafios da profissão.

Principalmente se for um novo cineasta que almeja o crescimento profissional.

O curta-metragem é marginalizado entre os próprios cineastas?
Desculpe, mas não tenho tanto conhecimento para responder essa questão, quero acreditar que não. Seria terrível pensar que entre os próprios profissionais tem esse preconceito. Ainda mais por um produto em que a maioria dos cineastas já fizeram. E que inclusive, começaram a carreira fazendo curtas.

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Já tenho umas ideias prontas, agora é só questão de tempo.

Qual é o seu próximo projeto?
Dar a luz a duas preciosidades, minhas filhas. Tenho um projeto para o cinema que está em andamento.

Nenhum comentário: