sábado, 19 de outubro de 2013

Rosaly Papadopol

Atriz. Atuou nos filmes ‘Anjos da Noite’; ‘Bellini e a Esfinge’, ‘Lua Cheia’, entre outros.
 
O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
Algumas variantes que vão desde o pedido de um amigo ou algum jovem cineasta com um roteiro bacana precisando de uma atriz, até um profissional que como eu acredita no poder de síntese e linguagem contemporânea dos curta metragens.
 
Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Porque a cultura e as artes estão de uma maneira geral sendo sucateadas pelos órgãos e suas políticas públicas bem como pelas instituições privadas( todo mundo hoje “pode” ser artista e tem os mesmos direitos???) e consequentemente sem dinheiro e sem a necessidade de conteúdos mais precisos e preciosos no mercado, apenas pensando-se cultura e arte como um grande negócio, a mídia em geral só vai se interessar por aquilo que VENDE seus exemplares ou onde os patrocinadores se interessem por investir seu dinheiro.   
 
Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Por todos os meios de comunicação visual, dentro de escolas, bares, mesmo cinemas, televisão (intervalo entre programas...
 
Por que não? Até mesmo naquelas tele mídias de elevadores...As pessoas veriam em capítulos. rs...
 
É possível ser um cineasta só de curta-metragem? Vemos que o curta é sempre um trampolim para fazer um longa...
Sim é possível. E tenho um amigo que é um grande curta-metragista, premiadíssimo, aliás. O Sung Sfai.
 
O curta-metragem é marginalizado entre os próprios cineastas?
Não sei. Nunca conversei muito sobre isso!
 
Pensa em dirigir um curta futuramente?
Penso mais em ser intérprete neles ou mesmo em fazer direção de atores para eles.

Nenhum comentário: