terça-feira, 18 de junho de 2013

Alessandra Maestrini

Atriz e cantora. Na televisão participou de Chiquinha Gonzaga; A Diarista; Pé na Cova, entre outros. No cinema: Polaroides Urbanas, Fica Comigo esta Noite e Através da Tela.
 
O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
O interesse no roteiro, a identificação com o diretor e o aprendizado na linguagem cinematográfica. 
 
Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Boa pergunta. 
 
Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Gosto bastante quando vou ao cinema e eles são exibidos antes do filme. É uma grata e enriquecedora surpresa.
 
É possível ser um cineasta só de curta-metragem? Vemos que o curta é sempre um trampolim para fazer um longa...
Não estou a para do mercado o suficiente para responder a esta pergunta com o devido fundamento. 
 
O curta-metragem é marginalizado entre os próprios cineastas?
Baseada na sequência das perguntas que acabo de receber; dá-me a entender que sim. 
 
Pensa em dirigir um curta futuramente?
Tudo é possível. Tenho fome de criar e realizar.

Nenhum comentário: