terça-feira, 4 de junho de 2013

Denise Del Vecchio

Atriz. Atuou em diversas telenovelas, entre elas ‘Forças de Um Desejo’ (TV Globo). No cinema ‘Jecão - Um fofoqueiro no céu’ e ‘Doramundo’.
 
O que te faz aceitar participar de produções em curta metragem?
Antes de mais nada um roteiro com um personagem que me agrade e que eu tenha condições de realizar bem. Os orçamentos geralmente são muito baixos, então aceito por paixão. Por poder viver a experiência do cinema.
 
Por que os curtas não tem espaço em críticas de jornais e atenção da
mídia em geral?
Os espaços para crítica nos jornais tradicionais estão cada vez menor para, praticamente todos os gêneros. Teatro, cinema (longa, documentário, etc.) Hoje a crítica já não funciona como a visão de fora da obra que ajuda o artista crescer. Está presa nas leis de mercado pura e simplesmente e na opinião absolutamente subjetiva de quem escreve. O crítico, na maioria das vezes, quer marcar posição e não abrir portas para a discussão sobre o objeto criticado. Sendo assim, me parece que a falta de espaço para os curtas é mais uma consequência da falta de interesse pelo debate e o pensamento em geral.
 
Na sua opinião como deveria ser a exibição dos curtas para atingir
mais público?
A TV aberta é o caminho mais óbvio. Não sei qual é a repercussão dos filmes exibidos no Canal Brasil. Mas a produção do curta precisa vir com propostas de novos espaços.
 
É possível um cineasta só de curta metragem? Vemos que o curta é
sempre um trampolim para fazer um longa
...
Tenho pouquíssima experiência em cinema, infelizmente. Mas hoje, com a variedade de meios de comunicação, acho que o curta pode ter uma vida própria, desde que ele atenda a exigência do cineasta e do público a quem ele pretende se dirigir. O filme pode ser visto no celular,ou num tablet e aí é bom não ser longo. Ao falar de curta estamos falando de uma opção estética e não apenas da impossibilidade de realizar um longa.
 
O curta metragem é marginalizado entre os próprios cineastas?
Talvez seja visto por alguns como "coisa de iniciante", mas não tenho base nenhuma para afirmar isso, é apenas uma impressão. Insisto que novos desafios estão se abrindo e novos espaços esperam para ser ocupados.
 
Pensa em dirigir um curta futuramente?
Nem curta, nem longa. Sou atriz e não me vejo em condições para dirigir cinema. Poderia sim participar como atriz de um curta, que me interessasse.

Nenhum comentário: