sábado, 1 de fevereiro de 2014

Giovanna Gold

 
Atriz. No cinema atuou nos filmes ‘O Signo do Caos’; ‘Baile Perfumado’; ‘Anahy de las Misiones’; ‘Sua Excelência, o Candidato’, entre outros.
 
O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
 
Em ordem de importância:
 
1. Cachet.
 
2. Personagem.
 
3. Diretor.
 
4. Elenco.
 
Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
Amigos que me prestigiaram no teatro foram prestigiados com minha atuação em suas produções. Oportunidade de conhecer novas pessoas. Apenas por ser divertido.
 
Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Porque o mundo “tá tudo coisado”. Mas, no âmbito da internet ‘curtas’ são febre. Cabe ao artista realizar suas obras. Dá seu jeito...!
 
Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Gostaria de assistir mais em televisão, já que amo o veículo.
 
O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Costuma ser.
 
O curta-metragem é um trampolim para fazer um longa?
Alguns curtas, e, sim, certamente, a perspectiva é amadurecer na profissão.
 
Qual é a receita para vencer no audiovisual brasileiro?
Hahahahaha! Há receita?
 
Pensa em dirigir um curta futuramente?
No momento só penso na minha personagem Carmen de Almeida Campos, da novela “Chiquititas”. SBT, às 20h30.

2 comentários:

Gilson disse...

Hei Rafael
Que blog legal. Ja virei fã.
Assistia muito esses filmes e curto muito conversar sobre essas atrizes.
Tem Helena Ramos e outras sensacionais mulheres aguardando na fila.
Parabens pela fantastica ideia.

Anônimo disse...

Muito bacana o blog! Parabéns!