segunda-feira, 12 de março de 2012

Tonico Pereira

Tonico é ator. Sua imagem popularizou-se com o personagem Zé Carneiro, no seriado ‘Sítio do Pica-pau Amarelo’. Desde 2008, integra o elenco de ‘A Grande Família’, da Rede Globo. No cinema, atuou em mais de 30 longas, seu último filme foi ‘Assalto ao Banco Central’.



O que te faz aceitar participar de uma produção em curta-metragem?
Um conjunto somatório de coisas que podem ser interessante, ou não.

Você possui uma sólida participação em produções importantes e históricas do cinema nacional. Quais as suas lembranças mais marcantes das produções em que atuou?
Toda vez que ouço a palavra ação, a produção se torna importante e vital, pois ela enfim esta se realizando.

Você sente alguma diferença de satisfação profissional entre fazer cinema, teatro e TV?
O prazer é o mesmo, pois estarei apresentando um amigo (personagem), a outros amigos (publico).

Por que os curtas não tem espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
É o resultado de um mercado dominado pelo cinema americano, que também acanha a participação do longa brasileiro.

Como deveria ser a exibição de curtas para atrair mais público?
Lembro-me da obrigatoriedade antes dos filmes estrangeiros, era legal.

O que é necessário para vencer no cinema?
Me preocupo em ser ator, quanto a vencer, afasto esta ideia sempre que posso da minha cabeça.


Qual é o seu próximo projeto?
Não os tenho, sou um ator de aluguel.

Nenhum comentário: