terça-feira, 2 de outubro de 2012

Thaís Pacholek

Em 2011 fez parte do elenco de ‘Amor e Revolução’, no SBT. Em 2012 foi contratada pela Rede Record e anunciada como integrante do elenco de ‘Balacobaco’, novela de Gisele Joras, na qual irá interpretar Mirela Jordão, uma arquiteta.

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
Trabalho é sempre trabalho. Seja ele longa, curta, novela e etc.

Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Eu acho que a proposta dos curtas é essa mesma. Atrair um publico especifico. Sem grandes dimensões. A partir de um curta podem nascer muitas coisas.

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público
Acho que os curtas ocupam o espaço deles de forma adequada. Em festivais de curtas, exibições mais focadas. Acho que não deveria mudar.

É possível ser um cineasta só de curta-metragem? Vemos que o curta é sempre um trampolim para fazer um longa...
Acho que nenhum cineasta quer parar no curta. Sempre querem ir mais adiante.

O curta-metragem é marginalizado entre os próprios cineastas?
Desconheço essa marginalização. Acho que não é marginalizado não.

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Não penso em dirigir.

Nenhum comentário: