domingo, 5 de julho de 2015

Lucas Nadin


Ator. Já participou de produções para a televisão, mas destaca a preferência pelo teatro por ser o veículo de formação de novos atores. Em sua trajetória, participou de testes no programa "Caldeirão do Huck", da Rede Globo, para escolha do elenco da temporada de "Malhação". Chegou à final contracenando com Adriana Birolli numa sequência de "Fina Estampa".

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
Ter a oportunidade de criar um personagem no qual o público entenda em minutos! E é claro poder fazer a coisa que mais amo na vida!

Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
Minha experiência em curta-metragem é bem pequena, Fiz apenas dois para faculdades de São Paulo. Por um lado achei incrível, pois como são 2 minutos, todos que estão envolvidos, dentre eles, direção, figurinista, produção, roteirista fazem com muita vontade e de uma maneira bem profissional.

Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Isto é uma bola de neve! A mídia em geral não está se preocupando muito com arte neste país e sim falar da vida dos outros! Isto dá mais público e vende mais do que os curtas!

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Com toda certeza, a internet é o grande veículo do século XXI, mesmo não sendo muito a favor! Mais sei que com a internet isso ganhará potencia e publico e consequentemente mídia!

O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Não só os curtas-metragens. Todos acham que somos maquinas de criar personagens e na verdade nossa profissão exige liberdade, estudo e tempo para isto! Não sei se acredito nestas frases fechadas. Pode ser que ajude e pode ser que não ajude. Mais com certeza você mesmo não pulando para o longa-metragem você aprendera muito com ele!

Qual é a receita para vencer no audiovisual brasileiro?
Trabalho, fazer o que ama e bastante sorte! (risos)

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Com certeza. Um dos meus grandes sonhos é poder partir para direção! 

Nenhum comentário: