sábado, 25 de julho de 2015

Yasmim Manaia


Atriz e apresentadora. Apresentou o programa “Zapping Zone”, produção brasileira original do canal Disney Channel.

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem.
O amor e, é claro, um bom texto! O curta-metragem é o inicio de tudo, é onde você pode experimentar , aprender e conhecer mais sobre si e sobre o cinema!

Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
Meu primeiro curta foi quando tinha dezessete anos ! Eu ainda não tinha conhecimento algum sobre cinema e foi em plano-sequência.  "Clichê" foi minha primeira aventura, depois dele me apaixonei pelo cinema!

Em Buenos Aires tive o prazer de conhecer a diretora colombiana Consuelo Guacha, que me convidou para fazer um curta com o ator Eduardo Pelizzari. Tenho um carinho especial por esse curta "Mientras", pois o trabalho da Consuelo e sua equipe ( Carlos Restrepo , Flávia Gomes  e Fabio Porto) foi muito profissional e com um estilo bem diferente! Foi enriquecedor pra mim, principalmente como atriz o cinema colombiano é muito bom! 

Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
A cultura em geral tem pouco espaço na mídia!

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Seria muito interessante se tivéssemos pelo menos um dia na semana com exibições gratuitas  dos curtas nos cinemas de todo o Brasil ! Mas com a internet tudo se tornou acessível. Quem tem interesse, basta pesquisar! O lance é semear o interesse do brasileiro pelas pequenas produções.

O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Com toda certeza! Com um curta é possível experimentar e aprender! Eu sempre digo que há uma fase na vida que só aprendemos quando colocamos a "mão na massa"! O curta-metragem te dá essa possibilidade.

O curta-metragem é um trampolim para fazer um longa? 
É o inicio de tudo! Por isso o curta-metragem merece tanto respeito e deve sim ser apoiado por todos! É onde se experimenta e se ganha experiência!

Qual é a receita para vencer no audiovisual brasileiro?
Não existe receita! Pelo menos eu não conheço! (risos)

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Ainda me falta muita experiência, inclusive de vida! Mas um dia, quem sabe?!

Nenhum comentário: