sexta-feira, 17 de julho de 2015

Teresa Seiblitz


Atriz. No cinema atuou nos filmes “High School Musical: O Desafio”; “Querido Estranho”; “Fica Comigo (Um Grito de Amor)”; entre outros.

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
O roteiro me faz participar de um curta. O assunto, a maneira de ver uma situação, o texto, a ideia.

Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
Só participei de dois curtas: muito trabalho, nenhum dinheiro e um monte de gente empenhada em construir alguma coisa.

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Achava legal quando tinha curta antes dos longas... talvez seja por aí... e, claro, nas TVs abertas também.

O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Com certeza um curta-metragem pode ser um ótimo exercício de liberdade devido a não estar ligado diretamente à venda, é também um grande exercício de concisão e clareza na maneira de apresentar as ideias.

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Talvez um dia queira dirigir um curta-metragem sim. Sempre gostei de escrever e muitas escritos destes são cheios de imagens.

Nenhum comentário: