quarta-feira, 15 de abril de 2015

Evelin Buchegger


Atriz. É reconhecida no meio artístico baiano pelo seu talento e versatilidade, tendo sido agraciada três vezes com o prêmio Braskem de Teatro. Já participou de diversas montagens para a TV ("E os Anjos de Onde Vêm?, "Bêbado em Cama Alheia"); e cinema ("No Coração de Shirley" e "Cheque Mate")

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
O roteiro, direção (ideia e conceito).

Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
O que participei primeiro, a experiência parecia que era de um longa, que foi ‘Coração de Shirley’, de Edyala Yglesias, fiquei bem satisfeita e feliz de ter participado, mais com aquela sensação, poxa poderia ter feito melhor... Os outros foram mais conscientes, aproveitei mais. Uma coisa em comum, o laboratório, e você espera menos tempo para gravar. (risos)

Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Talvez, porque as pessoas ainda não sabem o valor e a importância desse tipo de produção, reconhecimento aqui, é utopia, poucos são os espaços que dão essa atenção, e as pessoas não vão, só o próprio meio de cinema, a população não se interessa. E os jornais, a mídia em geral, não se interessam mesmo. Só se tiver alguém bem famoso.

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
O Festival de Curtas é um projeto bem legal. A televisão, os canais de grande alcance, deveriam participar veiculando os filmes selecionados com critérios.
Nas escolas...

O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Sim... Faca de dois legumes.

O curta-metragem é um trampolim para fazer um longa?
É . Ou você volta com medo de pular, ou se joga e vai fundo. Se não passar nem pelo média-metragem... então o cabra é arretado mesmo.

Qual é a receita para vencer no audiovisual brasileiro?
Alquimia da vocação e do talento, entendimento de sua obra, as vezes é um mistério, as vezes é a grana .

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Ohh, penso não. Quero atuar neles .

Nenhum comentário: