quarta-feira, 22 de abril de 2015

Márcio Kieling


Ator. No cinema seu filme de maior bilheteria foi ‘2 Filhos de Francisco’. Atuou também em ‘Vai que Cola – O Filme’; ‘Gatão de Meia Idade’; entre outros.

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
Alguns fatores são determinantes, primeiro o roteiro com uma historia contundente ou uma mensagem subliminar depois a personagem, tem que ser desafiante e interessante o papel. Outro fator é, quem está envolvido no projeto, como atores e o diretor.

Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
Já participeis de curtas-metragens, na frente das câmeras atuando, e atrás das câmeras em diversas funções. São nesses tipos de produções onde nós mais aprendemos. Já tive gratas surpresas e experiências maravilhosas. Claro que por se tratar de uma "pequena" produção muitas vezes fazemos não pelo dinheiro mas pela paixão.

Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Culturalmente o brasileiro nasce assistindo novelas. Os filmes habituais (longa-metragem) nem todo mundo tem acesso, muitos são produzidos mas sem salas para exibi-los o que dirá um curta-metragem.

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Teríamos que valorizar mais esse tipo de filme, estimular as pessoas que gostam de ver filmes (longas-metragens) a assistir (curtas-metragens). Poderia ser de varias maneiras, fazer festivais, em uma sala de cinema colocar um curta-metragem antes da exibição de um filme, tentar inserir esse tipo de produção na televisão.

O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Com certeza esse é um dos grandes motivos pelo qual levam os atores, diretores e equipe a aceitarem a participar de um curta-metragem. Muitas vezes sem recurso de investimento a opção é fazer com que se tem, o que leva a experimentação.

O curta-metragem é um trampolim para fazer um longa?
É um belo exercício para quem sonha um dia realizar um longa. Lembrando que apesar de estarmos falando de cinema são produções bastante diferentes.

Nenhum comentário: