domingo, 1 de novembro de 2015

Miguel de Almeida


Jornalista. Diretor artístico e apresentador do programa Sala de Cinema, no SescTV.


"O curta-metragem é um espaço de experimentação. Palco regular e intrépido para novos raciocínios e narrativas ansiosas. O curta oferece tempo síntese para ousadias, saltos no escuro e sem receio para arrependimentos. Curiosamente é local também de humor, irreverência e sarcasmo - atributos nem sempre presentes, talvez por preguiça, nos longas. Por preguiça ou falta de senso? Não gosto de achar que o curta seja recanto de aprendizado - isso leva a crer que se trata de um caderno de lição, home work: existem curtas capazes de dar lição a marmanjo, pela precisão, linguagem criatividade. O curta é tudo".

Nenhum comentário: