domingo, 22 de novembro de 2015

Pedro Paulo Fermer


Ator. Atuou no espetáculo teatral “Coriolano”.

O que te faz aceitar participar de produções em curta-metragem?
O fazer, o amor ao oficio. Geralmente sou convidado por amigos e por estudantes. Em geral são trabalhos de caráter conclusivo de cursos.

Conte sobre a sua experiência em trabalhar em produções em curta-metragem.
Minha experiência na área de curtas, se deu inicialmente na faculdade, onde fui convidado para participar de trabalhos de conclusões de cursos. Depois agi noutros fora do âmbito universitário, seja dirigindo, atuando ou até mesmo na produção.

Por que os curtas não têm espaço em críticas de jornais e atenção da mídia em geral?
Raramente existem ações do tipo para os curtas. A sociedade artística e os meios de comunicação estão voltados geralmente para longas importados, produções nacionais de destaque, etc. Não exploram os curtas, tampouco conferem a eles seus devidos valores, exceto em casos atípicos.

Na sua opinião, como deveria ser a exibição dos curtas para atingir mais público?
Precisa de mais espaço , promoção, incentivos, para levar ao publico os curtas. Seja nas escolas, universidades, centros de convivências e nos centros de convivências, TV aberta e a criação de mais festivais de curtas. O Brasil carece de mais politicas publicas e incentivos para a realização e viabilização dos curtas em todas as suas etapas

O curta-metragem para um profissional (seja ele da atuação, direção ou produção) é o grande campo de liberdade para experimentação?
Ele pode ser uma ferramenta de grande valia para o fazer artístico e sobretudo para explorar a liberdade do experimento. 

O curta-metragem é um trampolim para fazer um longa? 
Pode ser um degrau, um passo. 

Qual é a receita para vencer no audiovisual brasileiro?
Existem novos meios e possibilidades para o fazer. A receita, acredito eu, que ainda esta em fase de descoberta. É um desafio cada empreitada, uma vez que há uma desigual distribuição de verbas para o audiovisual. 

Pensa em dirigir um curta futuramente?
Penso. Estou escrevendo um roteiro e planejado a realização do mesmo.

Nenhum comentário: